terça-feira, 6 de dezembro de 2016

CEACO reimplanta a coleta seletiva

  No dia 22 de novembro de 2016, foi realizada a reimplantação da Coleta Seletiva no Colégio Estadual Aristides Cedraz de Oliveira.

  O evento contou com a presença do grupo Reciclagem Ichuense, que foi representado por João Carlos Providência e Maria Do Carmo no turno matutino, e pela tarde por Ozinéria Carneiro, Lucimária da Conceição, Valdinei da Conceição e Nerlândia Almeida. Eles se fizeram presentes na escola levando informações e dados aos alunos mostrando os vários fatores em que o descarte incorreto pode levar uma mudança ambiental enorme, como por exemplo, você sabia que as pilhas, as que usamos em casa normalmente, ao serem jogadas em ruas e espaços abertos, e se manter com algum contanto a água, ela solta uma substância química que impermeabiliza o crescimento de qualquer tipo de plantação? Além de mudar a composição do solo, esse fator faz com que estejamos a risco de possíveis enfermidades ao interagirmos com o mesmo. O resíduo age de uma tal maneira que o solo irá demorar décadas para se recompor, sem contar que, o local em que se encontra a substância, em chuvas ou enchentes, também podem ser carregadas pela água, poluindo rios, lagos e etc. Tudo acontece apenas por um descarte incorreto, já pensou? Sua ação pode prejudicar inúmeras pessoas, principalmente aqueles que sobrevivem do plantio e da colheita. Eles também falaram das dificuldades encontradas nos trabalhos, pelo fato das pessoas misturarem os resíduos, justamente por não terem conhecimento e isso dificultava o trabalho deles, perdendo muitos resíduos recicláveis. 


  O grupo se comprometeu coletar os resíduos produzidos no Colégio, a exemplo de papel que é muito comum na escola, e levar até o local de armazenamento na APAEB/Ichu e depois encaminhar para uma cooperativa em Feira de Santana. A coleta seletiva funciona colocando cada resíduo no seu devido coletor: resíduo de papel no azul, de plástico no vermelho, de metal amarelo, orgânico no marrom e de vidro no verde.



  Os participantes do grupo Reciclagem Ichuense gostaram muito da participação dos alunos e funcionários, pois eles estavam nervosos  porque foi a primeira vez que eles falaram para um público grande. 
  Se você é de Ichu, fique atento, a qualquer hora o pessoal da coleta pode bater um sua porta, e é bom que você já esteja com seu material separado! Podem ser caixas de papelão, carregadores de celular velho, garrafas PET's e outros que possam servir para o reaproveitamento. Vamos lá, vamos ajudar o nosso planeta!

Por Dijalma Maia, Maicon Carvalho e Renildo Mota












Estudantes discutem os efeitos da Reforma do Ensino Médio e da PEC 251



No dia 07/11/2016, às 09h55min, deu-se início ao debate para nos conscientizar das mudanças que estão ocorrendo em nosso país com a Medida Provisória (MP) de Reforma do Ensino Médio e da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 251 aprovada na Câmera dos Deputados e agora está no Senado como PEC 55. 
Com a MP os estudantes vão poder escolher as disciplinas que querem cursar. Essa medida pretende reformar o Ensino Médio, tirando a obrigatoriedade de algumas disciplinas, a exemplo de Filosofia, Artes e Sociologia, o que poderá fazer com que não tenhamos alunos pensantes, críticos sobre a realidade em que vive.




 Já a PEC tem como objetivo congelar as despesas dos Governos Federal, Estaduais e Municipais por 20 anos, podendo assim afetar principalmente os mais pobres, porque essas despesas serão tiradas das escolas e faculdades públicas, prejudicando ainda mais a qualidade da educação pública.




Finalizando, o debate foi feito com cartaz e foi ensaiado os gritos de guerra e música para cantar no dia do protesto, o debate foi finalizado por volta das 12h00min.


Por Hevila Maria















sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Alunos do CEACO participam da Gincana Ecológica

    No dia 24 de novembro, no CEACO, aconteceu a Gincana Ecológica 2016 do “Projeto Meio Ambiente: saber cuidar”, com as equipes “Ecologicamente sustentáveis”, “3Rs”, “RRR” e “Catadores de lixo”. 
 
 
    No vespertino, a gincana começou com a composição do júri pelas ex-professoras Lúcia Maria Carneiro, Maria Nascimento dos Santos e da professora Enilda Almeida. Em seguida, foi feita a apresentação das regras, pelas professoras Márcia Cedraz, Núbia Rosângela e pelo ex-aluno Rafael Ronald, organizadores do evento.
   As equipes foram compostas por, no máximo, 15 integrantes, ficando a critério dos estudantes a formação das equipes por sala ou misturando alunos de várias salas. Para participar foi obrigatório às equipes a adoção de um nome, a criação de um grito de guerra, além de crachá e/ou uniforme de identificação. 

    A disputa foi acirrada, muito animada, mas com um clima de descontração e sem rivalidade. Depois da realização das provas, o júri apresentou os resultados e foram premiadas as equipes: 3º lugar - “RRR”; 2º lugar - “Catadores de lixo” e em 1º lugar - “Ecologicamente sustentáveis”.
    A gincana foi um meio de passar uma mensagem de reflexão o meio ambiente e como a sociedade deve cuidar dele, reutilizando e reciclando os resíduos contribuindo para um mundo melhor.


Por João Vitor e Ronaldo Ferreira