segunda-feira, 19 de junho de 2017

Alvorada 2017 do CEACO


O Colégio Estadual Aristides Cedraz de Oliveira (CEACO), como de tradição realizou com sucesso mais uma alvorada, nesta segunda-feira, dia 19/06.


Com o sanfoneiro Zé de Zequinha e os demais, animando a galera, foi feita uma quadrilha improvisada puxada pelo professor Ailton, e algumas pessoas trajadas, diversas bombas e foguetes foram soltos com o intuito de chamar a população para a festa à noite.


A festa ocorrerá às 20h no clube Yara, com as seguintes atrações: “Pau na Mulera” e “Cacos do Forró” a mesma banda criada pelos estudantes do colégio, tendo também a tão esperada quadrilha do CEACO.


Aguardamos você na nossa alvorada ano que vem.
E vamos de xote à noite!

Por Emilly Lorrana e Laís Brito















terça-feira, 13 de junho de 2017

Colégio promove mais um Mutirão Verde

     No sábado letivo, dia 10 de junho de 2017, o Colégio Estadual Aristides Cedraz de Oliveira (CEACO) realizou o segundo mutirão verde. Essa atividade é do “Projeto Meio Ambiente - saber cuidar”, que tem como objetivo fazer o estudante se conectar e ajudar a natureza, fazendo com que a escola fique mais verde e bonita. 
      O primeiro mutirão foi realizado no ano de 2013, quando os estudantes construíram uma horta. Já esse segundo mutirão foi diferente, pois eles tiveram que levar mudas de plantas ornamentais, frutíferas, vegetais nativos da caatinga e ervas medicinais, além de ferramentas, sendo que os professores avaliaram a participação e a contribuição de cada um.
Todos os estudantes se interessaram e contribuíram de alguma forma, levando vários tipos de plantas, capinando, fofando a terra, plantando, molhando etc. Alguns estudantes do 2° ano matutino tiveram a ideia de ligar o som e colocar músicas que foram acompanhadas pelos alunos, cantando e dançando, animando a atividade. 
      Essa atividade, tão simples e importante, não custou nada e fez com que a escola ficasse mais linda, cheia de plantas e novas árvores, algo muito gratificante, por saber que fizemos a nossa parte. Com a atividade ficou o aprendizado de que, se todos se juntarem e, em vez de desmatar, tirarem um pouquinho de tempo pra plantar uma mudinha de árvore que seja, talvez conseguiremos fazer a diferença, mudar a situação e sair desse processo de mudança do clima do planeta.
 
Por Danyele Rios e Greice Kellen
 
 
 
 

 
 

 
 

CEACO realiza peças teatrais e mesa redonda no dia do meio ambiente

No dia 05/06, aconteceu no CEACO as apresentações teatrais das turmas do 1º ano, com a presença de alunos e funcionários da escola.
No matutino, a primeira peça teatral teve como o título “Páginas de esperança” e a segunda  “Não ao desmatamento”, sendo as duas peças voltadas ao tema da Campanha da Fraternidade desse ano, “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”.

Depois das apresentações, ocorreu uma mesa redonda com o tema “Homem, economia e natureza”. A professora Márcia Cedraz foi a mediadora e convidou o pastor Jailton de Jesus, o professor Lucas Rondinelli e o Padre Gildevan Oliveira para fazerem parte da mesa. Cada um expôs suas opiniões sobre o assunto, em um tempo de 10 minutos, respondendo também algumas perguntas de alunos. 

No vespertino, os convidados para a mesa foram a ex-professora do CEACO e vereadora Lúcia Maria, a coordenadora pedagógica e vereadora Geovana Márcia e o professor e diretor do Sindicado dos Trabalhadores Públicos de Ichu (SINTRAPI)  Adailton Conceição.  

Por Beatriz Oliveira e Maria Eduarda








quarta-feira, 7 de junho de 2017

CEACO realiza mais uma OBMEP


O CEACO realizou nessa terça-feira, 06 de junho, nos turnos matutino e vespertino, a prova da primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). 
 
Em sua décima terceira edição, contou com 20 questões de múltipla escolha com no máximo 2:30h de duração. Os professores entraram nas salas e entregaram a prova para os alunos responderem, sendo que o aluno que terminasse, entregava o gabarito junto com o caderno ao professor.
A prova será corrigida e os resultados publicados com os nomes dos estudantes que passarem para a segunda fase, que acontecerá no dia 16 de setembro, em um sábado, às 14:30h. Entre os prêmios para o vencedor, estão medalhas de ouro, de prata e bronze, certificados de menção honrosa, além de bolsas de estudo em Programas de Iniciação Científica Jr. (PIC) em universidades, para os que receberem medalhas. 

Apesar de muitos estudantes não se importarem (alguns não leram as questões e saíram chutando), a OBMEP tem como objetivo identificar jovens talentosos na disciplina matemática, contribuindo, assim, para o seu estudo no Brasil.

Por Emilly Lorrana e Laís Brito



segunda-feira, 29 de maio de 2017

Alunos do CEACO fazem campanha para pagar serviço de internet

No dia 19 de abril, do ano em curso, foi realizada uma reunião, com os líderes de classe e outros estudantes interessados, além de alguns professores, para discutir a situação da internet aberta, contratada e mantida por iniciativa dos estudantes desde 2015, cujo serviço foi suspenso por falta de pagamento, no início do mês.
Como todos na escola sabem, o serviço foi contratado através de campanhas realizadas pelos alunos,
já que a internet disponibilizada pela Secretaria de Educação da Bahia é de péssima qualidade e não possibilita conexão adequada nem na área administrativa, tão pouco na sala de informática ou através de rede wi-fi.
N
o ano passado os alunos fizeram uma campanha em que cada um contribuiu com R$ 2,00 para pagar o serviço até o mês de novembro, sendo que, de dezembro/2016 até março/2017, a escola pagou as despesas desse serviço. 
Na reunião os estudantes discutiram o problema e chegaram à conclusão de comprar um carregador portátil e fazer um sorteio para arrecadar recursos para pagar a internet por um ano. Os estudantes que participaram da reunião, especialmente os líderes de classe, pegaram os bilhetes para serem revendidos entre os estudantes, familiares e amigos. 
O sorteio foi realizado no dia 15 de maio e o aluno Caio Souza, do 1º ano vespertino, foi premiado. Com a campanha foi arrecadado R$ 660,00 e foram pagos dez meses de internet (de abril/2017 a janeiro/2018) por R$ 700,00, sendo que o valor do restante foi emprestado por um professor, até que outras pessoas contribuam com a campanha.

Por Raileide da Silva e Mariana dos Santos