segunda-feira, 27 de março de 2017

CEACO realiza Encontro Sensibilização PPP e ProEMI

A presença dos pais foi muito importante
   Na manhã e tarde do dia 14 de março foi realizado, com os pais, alunos, professores e funcionários da escola, o Encontro de Sensibilização para a reelaboração do Projeto Político-Pedagógico (PPP) do CEACO e implantação do Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI).
  Com as falas do diretor João Pedro, do professor Edivan Carneiro e da coordenadora pedagógica Geovana Márcia, abriu-se a temporada de reuniões e de futuras discussões sobre os projetos em questão.



Projeto Político- Pedagógico
 
  O PPP é o plane-jamento da escola para os próximos três anos. "Nele precisa ser especificado o que a escola pensa sobre a educação, como ela acredita que deve ser o ensino, o que deve conter e como vai realizar isso", afirmou Geovana Márcia. 
   O objetivo do encontro foi apresentar o PPP atual e o processo de elaboração de um novo projeto, que consiste em fazer um relatório das necessidades e dos problemas que a comunidade escolar enfrenta para serem melhorados durante os próximos anos.
   Segundo o professor Edivan Carneiro, "projetar é pensar como vai ser a escola e que tipo de pessoas ela vai formar e como ela vai formar essas pessoas".
    Para a elaboração do projeto serão realizados três encontros durante o primeiro semestre deste ano e assim foram escolhidos representantes dos alunos, pais, professores, funcionários e direção para compor a equipe responsável em  resumir as propostas da comunidade escolar. A equipe de sistematização ficou composta por: direção: Edivan Carneiro; professores: Márcia Cedraz e Edilma Carneiro; alunos: Carlos Daniel do 2° ano matutino, Letícia Mendonça, Nágela Cruz e Carolayne Ferreira do 1° ano Vespertino e  Emerson Penha do 3° ano vespertino; pais: Nivia Carneiro, Janeildes de Souza e Adailton Conceição.

Programa Ensino Médio Inovador


   Carinhosamente chamado de ProEMI, este programa será realizado no turno oposto das aulas regulares e "trata-se de oficinas culturais, atividades de reforço, como é o caso de português e matemática, mas também atividades artísticas e vocacionais [...] além da iniciação científica, um jeito de incentivar os alunos a fazerem universidade e entrarem no mundo da pesquisa, que é um mundo muito distante da escola pública", explicou o professor Edivan.
   "No ProEMI os próprios professores é que deverão ser lotados para isso, não é como o mais educação que tem monitores. E sim os próprios estudantes, os mais habilidosos com  a atividade proposta poderão estar auxiliando o professor" afirmou Geovana Márcia.
   No final do encontro, os estudantes assinaram uma lista declarando o interesse ou não em participar do programa, indicando as atividades que pretendem participar.
 
Por Bianca Mota, Breno Mota, Carlos Daniel e Matheus Oliveira