segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Estudantes soltam as vozes no FACE

Há 10 anos o CEACO vem realizando o Festival Anual da Canção Estudantil, o FACE: um projeto promovido pela Secretaria de Educação da Bahia que, neste ano, completa sua 11° edição. 
No dia 21 de agosto, houveram as apresentações das músicas compostas pelos estudantes nas oficinas de produção musical, canções avaliadas com os critérios: originalidade, letra, melodia-arranjos e interpretação.


Para apresentar o festival, foram convidados o estudante Thauan Cruz e a estudante Andreza Silva, que abriram o evento convidando a comissão julgadora, composta por Andreissa Jesus (ex-aluna da escola, chegando às duas etapas regionais desse festival, vencendo uma delas em 2016), Verônica Coutinho Ribeiro (Professora em Técnica Vocal no Centro Universitário de Cultura e Arte - UEFS), Antônio Erasmo Lima (Estudante de licenciatura em música pela UFES, compositor, cordelista e ator-performance), Lara Cardoso (Graduada em Letras Vernáculas pela UEFS) e Paulo Akenaton (Compositor e músico, integrante da Orquestra da UEFS, vencedor do Projeto "Vozes da Terra).
Após composição da mesa dos jurados, os coordenadores Wadson Santana e Edivan Carneiro fizeram uma breve saudação e compartilharam um pouco das experiências com as oficinas do FACE. E para esquentar o festival, Jéssica Araújo e Gênifer Araújo, ex-alunas do colégio, cantaram a canção "Quero liberdade". 

Os estudantes que participaram do festival foram: Carlos Daniel, Hilderlan Carneiro, Matheus Santos e Gabriel Souza (3° ano matutino) com a música "Em crise"; Bismark Sena e Engel Cruz (2° matutino) com "O Rogerão"; "Sem medo de errar" cantada por Letícia Mendonça (2° ano vespertino) e Wallafe Santana (3° ano vespertino); Matheus Barbosa e Thiago Alan com a música "Eu quero ver"; Milena Carneiro, com "Liberdade", composta por ela e sua colega Josenilza Braz; Gustavo Silva e Bruno Lêvi, cantando "Saudade"; Vinícius (2° ano vespertino) com "Sangue nordestino"; Daniel Levi e Antonio Júnior com "Permita-se"; Larissa Lord com "Eu sou o que quiser" e, para encerrar o festival, o aluno Javesson Santos com "Te procurando".
Os resultados não foram computados em ordem classificatória, de 1 ao 3º lugar, para evitar competições e valorizar o trabalho de cada aluno. 
Tendo os resultados em mãos, os estudantes escolhidos para representar o colégio na Etapa Regional do FACE foi a dupla Wallafe e Letícia com sua música "Sem medo de errar", canção que será inscrita para etapa regional onde poderão concorrer com alunos de outras escolas. Também foram premiadas as canções do aluno Vinícius Santana e da dupla Antônio Júnior e Daniel Levi.


Por Míllian Aparecida, Bianca Silva, Mayrla Pereira, Andreza Silva, Laíne Pereira e Nágela Cruz.




                             
                  




quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Sarau do TAL é realizado no CEACO

   No dia 21 de agosto de 2018, às 14h, aconteceu o sarau do Projeto Tempo de Artes Literárias (TAL) no Colégio Estadual Aristides Cedraz de Oliveira.
  Os estudantes Emilly Lorrana (3° ano matutino) e Hiago Ribeiro (2° ano matutino), foram os apresentadores do evento e convidaram os autores dos poemas a declamarem seus textos.
   O evento contou com a presença de Gildenor Ferreira, Lara Cardoso, Verônica Coutinho, Antônio Erasmo e Paulo Akenaton convidados para serem os jurados e escolherem os três melhores poemas a serem premiados.
No total foram quatorze textos lidos e o melhor do colégio foi "Metal" de Hilderlan Carneiro, estudante do 3° ano matutino. O melhor poema será inscrito da etapa regional do TAL. 
Outros dois poemas foram premiados: o melhor poema do vespertino foi “Fácil querer, difícil fazer” de Carolayne da Silva, estudante do 2° ano e, como melhor do matutino, “Gigante pela própria natureza” de Milena Silva estudante do 3° ano. 












Os poemas foram produzidos através de oficinas nas aulas de Língua Portuguesa, coordenadas pelos professores Ilka Mirelle, Edivan Carneiro e Huda Santiago, sendo que cada aluno da escola produziu um texto. Cerca de dez poemas foram selecionados para o Sarau da Turma, onde foram apresentados e escolhidos, pelos alunos, os dois melhores para o sarau escolar.

Por Engel da Cruz, Hiago Ribeiro e Mateus Barbosa














Professora organiza roda-de-conversa sobre Educação com alunos do 3º ano

Na quarta-feira, 22 de agosto, no CEACO, ocorreu uma roda de conversa com o tema “Os avanços e desafios da educação brasileira”, organizada pela professora Márcia Cedraz, com os alunos do 3° ano, matutino e vespertino, com a participação de Guilherme Ribeiro, advogado do SINTRAPI.
A conversa se iniciou com cada aluno apresentando seu nome, idade e o que pretende fazer após o término do ensino médio. Depois, Guilherme perguntou o que se passava na cabeça dos estudantes quando escutam a palavra “Universidade”, escrevendo no quadro as respectivas respostas e, assim, formulou uma síntese sobre o assunto.
Assuntos como a história das universidades no Brasil, suas dificuldades e avanços de acordo com o tempo e a Reforma do Ensino Médio, proposta pelo governo de Michel Temer. As questões foram discutidas, de um jeito rápido e bem explicado, fazendo com que não só os alunos expusessem suas opiniões, mas também a professora Márcia.
Ao longo do bate-papo, o advogado respondeu algumas dúvidas frequentes dos alunos, tais como: a melhor maneira de escolher um curso e a forma mais viável de entrar numa universidade.

                                                                                                   Por Maria Eduarda e Beatriz


 



terça-feira, 21 de agosto de 2018

Mais uma vez o CEACO realiza o JERP na semana do estudante


 


Mudando a rotina da sala de aula, o JERP - Jogos Estudantis da Redes Públicas, também conhecido, no CEACO, como Jogos Interséries, este ano teve início no dia 10 de agosto e foi realizado na quadra polivalente da cidade.

Os primeiros jogos foram das turmas do matutino começando as 09:00 horas com a primeira partida que foi da sala do 2° contra o 1° ano A, ficando o resultado em 4 x 6, garantindo-se na semifinal o time do 1° ano A. 
Logo depois, aconteceu a disputa feminina com salas mistas em que logo saiu o primeiro gol da aluna Milena do 3° ano, partida que esquentou com o gol de empate da aluna Gabriela do 1° ano A, levando o jogo feminino para os pênaltis, ficando o placar de 2 x 1, levando o time matutino B para a final. 

A segunda partida masculina foi entre o do time do 3° ano e do 1° ano B, tendo o primeiro gol com uma cobrança de pênalti para 3° ano, ficando um resultado final de 7x0, levando time do 3° ano para a semifinal.
O clima estava bem animado com a torcida bem eufórica, a professora Rita dança com a galera, tudo bem animado para saber quem enfrentaria a final.
Por fim, para saber quem enfrentaria a grande final o time do 3° ano jogou contra o 1° ano A. Começando as 11h30min da manhã, jogo bem acirrado, com os dois primeiros gols do aluno João Pedro, do 3° ano. Após algumas jogadas duras e desentendimentos entre alguns jogadores, surgiu uma confusão generalizada entre os jogadores das duas equipes e a partida foi encerrada, sem um resultado final, sendo que os árbitros junto com a organização dos jogos decidiram que os dois times seriam punidos com a expulsão do campeonato. 
Assim, para saber quem enfrentaria a final, os dois times que perderam os primeiros jogos, o 2° ano e o 1° ano B se enfrentaram no outro dia, ficando um resultado de 2 x 0, levando o time do 1° ano B para a final.
A final dos JERP aconteceu no dia 14 de agosto, começando as 16h10min, com o jogo masculino entre o 1° ano B do matutino e 1° ano do vespertino. O primeiro gol da partida foi do aluno Alisson Rodrigues, do 1° ano B, sendo um jogo bem acirrado. Nos últimos minutos do jogo o time vespertino empata, ficando um placar de 4x4, fazendo com que a partida fosse para os pênaltis, que teve um placar final de 9 x 8 para o 1° ano B matutino, os quais foram os vencedores do JERP desse ano.
A 17h10min, começou o jogo feminino, entre uma equipe mista do matutino e outra do vespertino. O jogo ficou empatado em 3x3, no tempo normal, e, também, foi para os pênaltis, ficando o resultado final de 5 x 3 para o time matutino, que, também, foi o vencedor do JERP deste ano.
Conversando com o aluno José Edson, do 1° ano B, e a aluna Angelina Rosa, do 2° ano, que tiveram seus times vencedores para falarem um pouco sobre o que acharam de ter ter vencido os JERP, o aluno José Edson respondeu: “Muito bom, tenho vontade de jogar mais vezes. Ninguém do meu time acreditava que ia ganhar, muitos queriam desistir e ficar com o segundo lugar mesmo, mas pensamos direito e falamos que não estávamos nem aí, só queríamos participar mesmo e jogar duro... e assim fizemos e deu tudo certo!!”
Também analisando a partida, a aluna Angelina disse: “Foi legal apesar dos pesares... achei interessante também e quero que continue assim, apesar do meu time ter ganhado as meninas não ficaram intrigadas com a gente.” Disse também: “Eu nem esperava ganhar, pois nosso time tinha poucas pessoas, ao contrário do outro time que tinham pessoas que sabiam jogar mais do que as do meu time, mas não foi por isso que abaixamos a cabeça, fomos lá e damos o nosso melhor e ganhamos!!"

Por Amanda Almeida, Júlia Karina e Suzana Oliveira